A forma como nosso público consome conteúdo mudou muito nos últimos anos. A forma como as histórias são contadas atualmente é um ponto forma para conseguir converter seus seguidores em compradores. A forma como as pessoas interagem com suas histórias de marca é muito diferente agora.

Neste artigo, abordamos como acertar na narrativa nas mídias sociais.

O que é o storytelling nas redes sociais?

Em sua definição mais simples, a narrativa de mídia social é o processo de compartilhamento de histórias em canais de mídia social, geralmente por uma empresa, organização ou marca pessoal, para envolver e atrair um público específico.

As histórias que você conta nas redes sociais não precisam necessariamente ser fictícias. Elas podem ser sobre você, sobre sua marca, seu produto, sobre sua equipe, sobre seus clientes ou sobre qualquer coisa que seja relevante e relacionável para seu público.

Se um indivíduo escreve um texto nos stories sobre como ele ou alguém de sua família atingiu um marco, isso é uma história!

E o vídeo explicativo de uma marca sobre como um produto ajudou a melhorar o estilo de vida de um cliente ou da sociedade em geral também seria uma história. Quando feitas com a estratégia certa em mente e de forma consistente, histórias como essa podem aumentar rapidamente as vendas. Trabalhe com sua equipe de produção, marketing, vendas e atendimento ao cliente para encontrar essas histórias.

A própria ideia de contar histórias não é somente vender seus produtos diretamente.

Se feito de forma mais “natural”, o storytelling ajudará você a construir sua marca, transmitir sua mensagem, fortalecer seu vínculo com os clientes existentes e dará, também, a você a chance de adicionar novos clientes.

Há muitas maneiras de contar suas histórias para seu público nas mídias sociais. Isso inclui atualizações nos stories com links, histórias, vídeos e imagens. Tudo o que você precisa fazer é encontrar e desenvolver histórias em potencial! Se utilizado nas mídias sociais, isso pode transformar o público online em seus seguidores fervorosos.

Contar histórias é o processo de usar fatos e narrativas para comunicar e transmitir mensagens específicas ao público. As histórias são reveladas por meio de palavras e ações com improvisação, estratégia e embelezamento.

Uma característica comum de todas as formas de contar histórias é que ela capacita os ouvintes a visualizar a história com base na performance de quem está contando e em suas próprias experiências e entendimentos.

As histórias são uma ferramenta fácil para as marcas criarem conexões e relacionamentos com seu público de maneira mais eficaz e envolvente. Histórias eficazes envolvem várias partes do cérebro humano.

Para que suas histórias funcionem, você precisará pesquisar seu público, o que incluirá essencialmente a compreensão de seus gostos, desgostos e tendências de navegação e compra. As histórias construídas com base nessas métricas não são apenas relevantes e envolventes, mas também têm impacto no cérebro e no processo de pensamento do público-alvo.

Além disso, as histórias têm o potencial de aumentar o tráfego para o seu site. No entanto, para isso, você precisará focar na qualidade do conteúdo que você compartilha. As histórias incentivam seus usuários a voltar para mais, dando a você a chance de se envolver e converter novamente!

Um exemplo de um storytelling de campanhas com uma causa social, se encontra a Nike que tem uma longa história de campanhas publicitárias que agregam valor à sociedade. E quando falamos de campanhas de storytelling, é impossível não mencionar as várias campanhas da Nike: desde a campanha de Igualdade Social.

A Nike se concentra em usar o poder do esporte para inspirar as pessoas a agir contra a discriminação e apoiar a igualdade na comunidade. Essas campanhas motivadas por causas são filmadas com esportistas e atletas importantes mundialmente. A Nike também fez grandes doações para organizações que defendem a igualdade em comunidades nos Estados Unidos.

A Nike fez muitos esforços bem-sucedidos para se estabelecer como uma força poderosa para a mudança social, Apesar de ser uma marca líder em calçados e equipamentos para atletas, a Nike fez muitos esforços bem-sucedidos para se estabelecer como uma força poderosa para a mudança social. Histórias como essa ainda são relevantes.

Para conseguir fazer como a Nike, você pode tentar encontrar uma causa com a qual seu público se importe. E você será acompanhado pelas massas.

Da mesma forma que a Nike, os influenciadores e as marcas menores criam suas histórias com as publicações onde mostram os bastidores do cotidiano. Assim as marcas vão construindo suas histórias e criando conexões com o seu público-alvo. Essa é a maneira de fazer com que seu conteúdo pareça único e se destaque acima de tudo.

É a abordagem de contar histórias que garante gravar sua marca na mente de seu público.

Alguém publica nos stories do Instagram sobre como se tornou um profissional de marketing de sucesso ou um empreendedor revela a história por trás de seu último lançamento em um vídeo nos Reels. Ambos os casos são narrativas. Mais precisamente, eles são narrativas de mídia social.

Costumamos ler histórias que possuem características específicas, como começo, meio e fim com clímax ou conflito. Eles normalmente transmitem algum tipo de lição moral, pensamentos, crenças ou filosofia sobre o mundo e os seres humanos. Contar histórias, no marketing digital, não é diferente.

Contar histórias tem superpoderes psicológicos que o torna uma poderosa ferramenta de marketing, porque elas geram:

Emoção:

Quando você ouve uma história e sente uma conexão pessoal, que não é apenas teórica; é baseado em alguns fatos fascinantes da neurociência. Ao ouvir uma história, muitas outras áreas do seu cérebro são ativadas e engajadas. É por isso que desenvolve conexões pessoais e cria vínculos emocionais profundos melhor do que fatos.

Ação:

a conexão e a emoção que as histórias despertam não apenas tocam nosso coração; eles podem influenciar substancialmente nosso comportamento.

Valor:

As histórias provocam nossas emoções, simpatia e ações. Mais do que isso, as histórias têm uma influência substancial em nossa percepção do valor de algo. As marcas podem agregar mais valor subjetivo aos seus produtos com histórias inventadas.

Memória:

A contação de histórias está inserida em nossa cultura, gravada em nossos corações e, portanto, tem uma conexão com nossa memória. Isso nos faz memorizar as coisas com mais clareza, então nos lembramos delas por muito tempo.

Seja um contador de histórias visual criando um feed no perfil do Instagram visualmente atraente e retratando uma história emocionante simultaneamente e através dos stories criando narrativas que envolvem o público fazendo-o querer ver os próximos stories.

Quando você conta uma história profundamente significativa para o público, pode provocar suas emoções e criar uma forte conexão com sua marca.

Portanto, antes de desenvolver sua história, descubra o que é significativo para seu público.

Aqui vamos deixar 3 tipos de técnicas de narrativa de mídia social que atraem mais atenção:

Sinédoque

É o uso de uma parte para representar o todo de algo ou vice-versa. Por exemplo, o Airbnb usa experiências e fotos para contar a história de sua marca. Eles adicionam histórias às fotos dos clientes e as publicam no Instagram por meio de postagens. Isso torna a experiência deles mais real e incentiva mais pessoas a usar os serviços do Airbnb.

Origens

É uma maneira clássica de contar histórias da marca. Isso significa que você inclui a participação do seu público em sua história desde o início. Interagindo ativamente com seu público e encontrando o que ele precisa, o que deseja ler antes de escrever sua história. Isso ajuda você a criar conversas autênticas e gerar engajamento valioso. Como é o caso do peril social da Netflix que no Instagram sempre procura interagir com o seu público com os conteúdos temáticos e suas chamadas para ação no final de cada postagem.

Spoiler

É um resumo rápido do elemento surpresa ou do clímax da história para intrigar o público para uma leitura completa. Lembre-se de que seu público é parte integrante do seu negócio. Você não pode esperar que sua história seja bem-sucedida se for irrelevante para seu público.

Para fazer com que o público se sinta envolvido com sua história e os veja de forma palpável como parte dela, crie conteúdo com o qual eles possam se relacionar, comunique-se com eles nas suas mídias sociais, atualize-se regularmente e compartilhe as histórias da sua marca, não apenas as suas pessoais.

Contar histórias é uma arte. Vai além de um pedaço de papel com começo, meio e fim. Existem muitas formas inovadoras para você criar histórias inesquecíveis.

Nas mídias sociais, aproveite a opção de stories para mostrar uma prévia da agitação do seu dia a dia. Compartilhe vídeos de seus clientes compartilhando suas histórias e e mostre como sua marca é diferenciada.

Categorias

Artigos Relacionados